domingo, 29 de novembro de 2009

Orly Cogan









Seus tecidos e linhas tornam-se "as bases para um diálogo fantástico entre o velho e o novo.". O velho dos tecidos bordados e o novo das suas imagens sexualizadas do rico universo feminino.
O sentimento infantil que vive na mulher também é retratado em temas como o circo.

Julie Rrap





Estudando o corpo em movimento com Julie Rrap.