quarta-feira, 16 de março de 2016

O vestido de casamento

Casamentos nascem como acordos comercias e para formalizar estes acordos as noivas usavam vestidos luxuosos e suntuosos.
As romanas usavam um véu bordeaux sobre vestido amarelo (ocre), as gregas usavam vestidos escuros e com estampas.
Na Idade Média, os vestidos eram sóbrios, geralmente na cor preta, algumas casavam de vermelho. Os vestidos eram pesados, fechados e caros, mostrando o poder da família da noiva.
A origem do vestido de noiva branco se inicia com a rainha Mary Stuart, da Escócia,  que no século XVI, usou vestido neste tom em homenagem a sua mãe. Mary Stuart também usou um pingente com valor inestimável no pescoço, gargantilhas em pedras preciosas. Na cabeça, uma coroa de ouro ornamentada com pérolas, diamantes, rubis, safiras, esmeraldas.
No século XVII a rainha Maria de Médici, da França, apenas com 14 anos, revoluciona os costumes e usa um vestido branco todo rebordado em ouro.
Mas certamente o branco reina absoluto até os dias de hoje por causa de outra rainha, a Vitória, da Inglaterra, no século XIX. Ela foi a primeira mulher abastada que não casou por um acordo comercial e sim por amor. A moça teve a ousadia de pedir o seu primo, príncipe Albert em casamento. Se casou com um vestido branco, véu branco e flores de laranjeira na cabeça. Quando a rainha ficou viúva passou a usar preto, que também passou a ser uma cor tradicional de luto.
 Imagens: reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário